Ouça agora

Ao vivo

Cartórios podem renegociar dívidas enviadas a protesto
Destaque
Cartórios podem renegociar dívidas enviadas a protesto
Brasil encara Costa Rica na estreia da Copa América esta noite nos EUA
Esportes
Brasil encara Costa Rica na estreia da Copa América esta noite nos EUA
Governo do Rio promove 3ª edição da ExpoRio Turismo nesta semana
Estado
Governo do Rio promove 3ª edição da ExpoRio Turismo nesta semana
Quadrilha Junina é reconhecida como manifestação cultural do Brasil
Cultura
Quadrilha Junina é reconhecida como manifestação cultural do Brasil
Bairros voltam a inundar em Porto Alegre e moradores têm que deixar suas casas
Brasil
Bairros voltam a inundar em Porto Alegre e moradores têm que deixar suas casas
Rioprevidência alerta para suspensão do benefício de pensionista que não fez o recenseamento obrigatório em novembro
Estado
Rioprevidência alerta para suspensão do benefício de pensionista que não fez o recenseamento obrigatório em novembro
Portabilidade do saldo devedor do cartão de crédito começa em julho
Brasil
Portabilidade do saldo devedor do cartão de crédito começa em julho

Economia do Rio cresceu mais do que a do Brasil no primeiro trimestre deste ano

Foto: Arquivo/ Prefeitura do Rio

A atividade econômica da cidade Rio cresceu 1,8% no primeiro trimestre de 2024, na comparação com o quarto trimestre de 2023. Os números são do Indicador de Atividade Econômica do Rio (IAE-Rio), calculado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Econômico (SMDUE). Essa taxa foi maior que a do PIB do Brasil, que cresceu 0,8% nesse período, de acordo com os dados das Contas Nacionais Trimestrais divulgados pelo IBGE, puxado pela agropecuária.

O crescimento do PIB brasileiro no 1º trimestre de 2024 foi muito impactado pelo forte aumento da agropecuária (11,3%, na comparação com o trimestre imediatamente anterior), com uma quase estagnação da indústria (-0,1%) e um crescimento dos serviços – principal segmento da economia do Brasil, responsável por mais de 70% da economia nacional – de 1,4%.

Já a economia carioca apresentou um crescimento mais forte do setor de serviços, de 2,0%, segundo o Indicador de Atividades de Serviços (IAS-Rio), também elaborado pela SMDUE. Vale frisar que no Rio o peso de serviços é maior ainda, de aproximadamente 85%.

Esse crescimento mais forte da economia do Rio do que do Brasil está associado ao forte aumento do setor de serviços na capital fluminense, que é basicamente dependente desse setor. E o setor apresentou um resultado mais forte no Rio do que no Brasil. Também no primeiro trimestre de 2024, o Rio gerou 21,8 mil novos empregos formais, de acordo com dados do CAGED / Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), sendo mais de 80% do setor de serviços.

Esses dados estão disponíveis na quinta edição de 2024 do Boletim Econômico do Rio, elaborado pela SMDUE, no site do Observatório Econômico do Rio.