Ouça agora

Ao vivo

PM prende homem com drogas em Macaé
Norte Fluminense
PM prende homem com drogas em Macaé
Segurança Presente resgata 42 pessoas de um suposto centro de reabilitação clandestino em Nova Iguaçu
Nova Iguaçu
Segurança Presente resgata 42 pessoas de um suposto centro de reabilitação clandestino em Nova Iguaçu
Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta redução das Mortes Violentas Intencionais no RJ
Destaque
Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta redução das Mortes Violentas Intencionais no RJ
Escola Municipal do Idoso está com inscrições abertas até o dia 23/07
Maricá
Escola Municipal do Idoso está com inscrições abertas até o dia 23/07
Colecionadores podem comprar selos em comemoração aos 50 anos da Hello Kitty
Destaque
Colecionadores podem comprar selos em comemoração aos 50 anos da Hello Kitty
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira (23)
Brasil
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira (23)
Cláudio Castro autoriza construção de três novos batalhões da PM
Destaque
Cláudio Castro autoriza construção de três novos batalhões da PM

Detran.RJ usa equipamento que facilita a identificação de peças roubadas

A iniciativa também impacta na segurança do trânsito, na redução de acidentes, uma vez que o scanner é capaz de detectar falhas no sistema automotivo
Imagem: Divulgação Detran RJ

O Detran.RJ começou a usar em suas operações de fiscalização, ainda em fase experimental, um equipamento eletrônico que ajuda na recuperação de veículos furtados ou roubados e na identificação de peças de procedência ilegal à venda em empresas do ramo de desmontagem de veículos e reciclagem de sucatas.Em poucos dias de uso, o aparelho, chamado de DIV (de Detecção Inteligente de Veículos), permitiu aos agentes da Corregedoria do Detran.RJ interditar dois ferros-velhos em Itaboraí, onde foram encontrados módulos roubados de veículos, e apreender, durante operação de fiscalização, um automóvel que circulava pelo Centro do Rio com peças roubadas. Os donos dos ferros-velhos e do carro foram detidos e levados para delegacias.

“O uso deste equipamento é importante avanço para as ações de fiscalização do Detran, aliando a tecnologia ao combate ao comércio ilegal de peças, o que vai contribuir para a diminuição da incidência de roubo e clonagem de veículos. A iniciativa também impacta na segurança do trânsito, na redução de acidentes, uma vez que o scanner é capaz de detectar falhas no sistema automotivo”, disse o presidente do Detran.RJ, Marcus Amim.

O aparelho é conectado aos veículos e, em menos de cinco minutos, faz a leitura completa dos módulos, dos chassis e dos componentes eletrônicos, indicando se foram detectadas peças de origem suspeita. Para isso, o sistema faz um cruzamento com a base de dados da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), e verifica números de chassis e procedência dos componentes de cada veículo.

Imagem: Divulgação Detran.RJ

Também é possível detectar possíveis adulterações nos airbags, freios ABS e outros itens de segurança do veículo, para saber se são originais ou se foram reaproveitados. Esses equipamentos não podem ser revendidos por empresas de desmontagem de veículos. O DIV pode rastrear componentes de motos, caminhões, ônibus e outros veículos, permitindo também a identificação de falhas e defeitos mecânicos ou eletrônicos.

Nesta terça-feira (12/9), dois equipamentos foram usados durante operação de fiscalização no bairro do Colubandê, em São Gonçalo. Muitos carros de passeio foram submetidos ao scanner, e os resultados das inspeções saíram quase imediatamente. Desta vez, não foram detectadas peças roubadas, mas as operações vão continuar, com o objetivo de diminuir o furto e roubo de veículos no Estado do Rio.