Ouça agora

Ao vivo

Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Norte Fluminense
Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Rio de Janeiro
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Maricá
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Angra dos Reis
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Destaque
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Baixada Fluminense
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi
Costa do Sol
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi

Defesa Civil de Caxias fará simulado de desastre ecológico

O objetivo da Defesa Cívil de Duque de Caxias é simular como agir em um acidente que envolve substância química, contaminação de rios e da Bahia de Guanabara.

A Defesa Civil de Duque de Caxias realizará, no dia 5 de junho, Dia do Meio Ambiente, um simulado de desastre ecológico na Rodovia Washington Luiz (BR 040), na subida da serra de Petrópolis. A última reunião com agentes públicos e voluntários, envolvidos no treinamento, foi realizada na manhã desta segunda-feira (29), no auditório da prefeitura, em Jardim Primavera. Participaram representantes da Polícia Rodoviária Federal; seguranças; Concer; Bombeiros; representantes dos órgãos ambientais do estado, de Duque de Caxias e de Magé; Defesa Civil estadual; voluntários e funcionários da empresa envolvida na simulação do acidente, entre outros participantes. A ação terá início às 14h.

O simulado será de uma colisão de caminhão-tanque transportando substância tóxica na BR 040, com o tombamento próximo a uma Unidade de Saúde. Na representação do acidente, o líquido vaza, atinge o Canal Mato Grosso e, na sequência, os rios Saracuruna e Estrela, chegando à Baía de Guanabara. O motorista da carreta fica preso às ferragens e um grupo de pessoas, formado por profissionais de saúde e pacientes, fica preso na unidade de atendimento. As pessoas devem ser resgatadas com urgência, por conta dos gases tóxicos que, quando inalados, podem provocar uma grande variedade de danos ao ser humano, de simples irritações até a morte, mesmo em concentrações baixas.

No local do acidente será montado um gabinete de crise pela Defesa Civil Estadual, que coordenará as ações das Defesas Civis de Duque de Caxias e de Magé. Técnicos do INEA também vão atuar no monitoramento das áreas afetadas e orientar os procedimentos adicionais.

Os desastres tecnológicos são classificados como derramamento químico, colapso, explosão, incêndio, vazamento de gás, radiação e outros acidentes que envolvem modos mecanizados de transporte.