Ouça agora

Ao vivo

Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Mundo
Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Norte Fluminense
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Estado
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Rio de Janeiro
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Região Serrana
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
Destaque
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios
Política
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios

Defesa Civil de Angra presta auxílio ao Rio Grande do Sul

Os agentes vão substituir as equipes que estão em campo no momento.
Equipe da Defesa Civil de Angra embarca no avião para o RS. Foto: Divulgação

Nove agentes da Defesa Civil de Angra dos Reis vão atuar na tragédia ocorrida no Rio Grande do Sul. Sete deles viajaram nesta terça-feira (28), os outros dois vão amanhã e, na bagagem, além da solidariedade do povo angrense, levaram também a expertise de terem trabalhado nos eventos climáticos ocorridos na cidade.

“Os agentes mais novos têm no mínimo 20 anos de experiência na área de Defesa Civil, com treinamentos de resgate em áreas fluviais, em altura e atendimento pré-hospitalar. Temos também técnico de enfermagem e especialista em georreferenciamento. Todos com graduação ou pós-graduação em alguma área da Defesa Civil”, detalhou Lauro Oliveira, relações públicas da Defesa Civil, que fará parte da equipe.

Os agentes vão substituir as equipes que estão em campo no momento. A ideia é que eles auxiliem no gerenciamento dos abrigos e na parte de resgate, tanto aéreo quanto fluvial, se necessário.

A equipe angrense levou botes motorizados, drones, motosserras, equipamentos de resgate e de primeiros socorros. Eles ficarão baseados na cidade de Pelotas e a previsão é de que eles permaneçam no Rio Grande do Sul por até 12 dias.

“O Ministério da Defesa solicitou ao município o apoio de equipes técnicas para enviar ao Rio Grande do Sul afim de ajudar a população que foi bastante afetada. Paralelo a isso, o prefeito Fernando Jordão conversou comigo e com a secretária de Desenvolvimento Social, Thaisa Bedê, e realizamos uma campanha de arrecadação de donativos e enviamos para a população do Rio Grande do Sul”, explicou o secretário de Proteção e Defesa Civil, Fábio Junior da Silva Pires.