Ouça agora

Ao vivo

Governo Federal não aceita negociar com servidores do INSS e greve é mantida
Brasil
Governo Federal não aceita negociar com servidores do INSS e greve é mantida
Primeira pesquisa depois de atentado mostra empate técnico entre Biden e Trump nos EUA
Destaque
Primeira pesquisa depois de atentado mostra empate técnico entre Biden e Trump nos EUA
Irmãos Brazão negam envolvimento com milicianos do Rio de Janeiro
Política
Irmãos Brazão negam envolvimento com milicianos do Rio de Janeiro
Justiça considera que Uber é responsável por itens pedidos em entregas
Destaque
Justiça considera que Uber é responsável por itens pedidos em entregas
Mega-sena acumula novamente e prêmio chega a R$ 47 milhões
Brasil
Mega-sena acumula novamente e prêmio chega a R$ 47 milhões
Servidores do INSS entram em greve a partir dessa terça-feira (16/07)
Brasil
Servidores do INSS entram em greve a partir dessa terça-feira (16/07)
Maricá das Artes realiza dois saraus culturais em julho
Cultura
Maricá das Artes realiza dois saraus culturais em julho

Cúpula da Amazônia: Lula exige desmatamento zero até 2030

Presidente fez transmissão ao vivo de Belém, onde acontece a Cúpula da Amazônia. Evento que começa nesta terça-feira (8) reúne chefes de Estado de países que fazem parte da região amazônica
Imagem: Reprodução Youtube

O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), fez um apelo nesta terça-feira (8) para que prefeitos e governadores colaborem na busca da meta de atingir o desmatamento zero na Amazônia até 2030. Lula destacou que esse objetivo não será alcançado através de medidas coercitivas.

Durante o programa “Conversa com o Presidente”, transmitido semanalmente em suas redes sociais, Lula afirmou: “Minha obrigação é assegurar a todos que o Brasil fará sua parte. Até 2030, buscaremos a redução total do desmatamento no país. E não pretendemos adotar uma abordagem autoritária. Devemos envolver prefeitos e governadores em discussões, compartilhar soluções com eles.”

Ele enfatizou que o objetivo é conquistar a cooperação de todos os entes locais e estaduais, em vez de adotar abordagens punitivas. Lula expressou o desejo de que todos os prefeitos se tornem aliados na luta contra incêndios e desmatamento, evitando ações prejudiciais frequentemente perpetradas.

As declarações foram feitas durante uma edição do programa que foi transmitida em Belém (PA), onde Lula participa da Cúpula da Amazônia. Ele também aproveitou a ocasião para solicitar a participação dos líderes globais na COP 30, uma reunião central das Nações Unidas sobre questões climáticas, prevista para ocorrer em 2025, também em Belém.

Além disso, Lula enfatizou a necessidade de que os países estejam engajados em uma nova política climática e revelou sua intenção de pedir ao ministro da Educação, Camilo Santana, para incluir essa temática no currículo escolar.

A Cúpula da Amazônia começou com uma reunião entre os chefes de Estado dos países amazônicos. A iniciativa reúne os líderes dos oito países membros da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA): Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela.

O presidente Nicolás Maduro, da Venezuela, não participou do evento devido a uma infecção nos ouvidos, sendo representado pela vice-presidente venezuelana, Delcy Rodríguez. Equador e Suriname também enviaram ministros como representantes, uma vez que seus presidentes optaram por não comparecer. A Cúpula, considerada uma prévia da COP 30, foi concebida pelo governo brasileiro com o objetivo de fortalecer a OTCA. Lula propôs essa reunião ainda antes de assumir a presidência, durante a Conferência do Clima realizada no Egito no final de 2022. O encontro foi planejado e anunciado por ele no início de seu terceiro mandato, logo após sua posse.