Ouça agora

Ao vivo

Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Norte Fluminense
Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Rio de Janeiro
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Maricá
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Angra dos Reis
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Destaque
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Baixada Fluminense
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi
Costa do Sol
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi

Conselhão instala comissão de combate à desigualdade

Colegiado de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável acompanhará ações e políticas públicas referentes à questão
Ministra da Igualdade Racial Anielle Franco/ Foto: Divulgação

O Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável (CDESS), conhecido como Conselhão, instalou, nesta quinta-feira (27), a Comissão de Combate às Desigualdades.

Durante o evento de instalação da comissão, o ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, disse que o objetivo do colegiado é acompanhar e aconselhar a realização das políticas públicas de combate à desigualdade no país.

“É possível, além de debater, construir propostas para o presidente da República, para o governo federal, agendas para a sociedade e para o Congresso Nacional, o Conselhão ser um espaço de encontro de iniciativas concretas que mudem também a realidade das nossas empresas, das nossas entidades, sindicatos e movimentos sociais”, afirmou.

Durante os debates, a ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, disse que o combate à desigualdade passa pela inclusão dos direitos das mulheres. A ministra citou dados que mostram aumento da taxa de desocupação entre mulheres de 9,5 % (2019) para 11,6% (2022). “Na taxa de desocupação, as mulheres são as primeiras a serem demitidas e as primeiras a serem excluídas do mundo e do mercado de trabalho”, afirmou.

A ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, fez um balanço dos primeiros meses de gestão e disse que encontrou uma situação de “terra arrasada” ao assumir a pasta do governo anterior. “Quando encontramos a antiga Seppir (Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial), que passa a ter o status de Ministério da Igualdade Racial, a gente literalmente encontra uma terra arrasada, desde questões financeiras até as questões de políticas públicas que estavam sem os investimentos necessários.”

Durante a reunião, um acordo para viabilizar ações conjuntas foi assinado entre o Ministério da Igualdade Racial, a Secretaria de Relações Institucionais e o Banco do Brasil.

O Conselhão foi criado em 2003, no primeiro mandato de Lula, e funcionou até ser extinto em 2019. Em maio deste ano, Lula assinou o decreto que retomou o trabalho do órgão, que reúne 247 representantes de diversos seguimentos da sociedade.