Ouça agora

Ao vivo

Governo Federal não aceita negociar com servidores do INSS e greve é mantida
Brasil
Governo Federal não aceita negociar com servidores do INSS e greve é mantida
Primeira pesquisa depois de atentado mostra empate técnico entre Biden e Trump nos EUA
Destaque
Primeira pesquisa depois de atentado mostra empate técnico entre Biden e Trump nos EUA
Irmãos Brazão negam envolvimento com milicianos do Rio de Janeiro
Política
Irmãos Brazão negam envolvimento com milicianos do Rio de Janeiro
Justiça considera que Uber é responsável por itens pedidos em entregas
Destaque
Justiça considera que Uber é responsável por itens pedidos em entregas
Mega-sena acumula novamente e prêmio chega a R$ 47 milhões
Brasil
Mega-sena acumula novamente e prêmio chega a R$ 47 milhões
Servidores do INSS entram em greve a partir dessa terça-feira (16/07)
Brasil
Servidores do INSS entram em greve a partir dessa terça-feira (16/07)
Maricá das Artes realiza dois saraus culturais em julho
Cultura
Maricá das Artes realiza dois saraus culturais em julho

Conheça Ramón Díaz novo técnico do Vasco

Técnico tem 73% de aproveitamento no Al Hilal, seu último clube.

Quase três semanas depois de anunciar a demissão de Maurício Barbieri, o Vasco, enfim, está acertou com um novo treinador: Ramón Díaz chega ao Rio de Janeiro nesta quarta-feira para assinar contrato e dar início à passagem pelo clube.

Aos 63 anos, ele vem de um trabalho com título no Al Hilal, da Arábia Saudita, e tem relação com dois clubes cariocas além do Cruz-Maltino.

Se você é vascaíno, já deve ter ouvido a música “Gol do Juninho, Monumental” ser cantada na arquibancada. A canção faz referência ao gol de falta de Juninho Pernambucano contra o River Plate na semifinal da Libertadores de 1998, que resultou na classificação do Vasco para a final da competição. Quem esteve em campo comandando o time argentino foi Ramón Dìaz, recém contratado para ser técnico do Cruzmaltino.

Além disso, ele era o treinador do Al Hilal no Mundial de Clubes, disputado em fevereiro. Sua equipe venceu por 3 a 2 e eliminou o Flamengo de Vítor Pereira nas semifinais da competição. Em seguida, foi derrotada pelo Real Madrid na decisão, com o placar de 5 a 3.

Como técnico, Díaz voltou a conquistar títulos importantes. Pelo River Plate, além de ter vencido uma Libertadores em 1996, venceu o Campeonato Argentino nos anos 1996, 1997, 1999 e 2002, a Supercopa Sul-Americana 1997 e o Torneio Final em 2014. Quando treinava o San Lorenzo nos anos 2000, venceu o Campeonato Argentino em 2007.

No Brasil, ele foi chamado para ser técnico do Botafogo, mas por conta de problemas de saúde, não desempenhou o papel. O Botafogo foi comandado em três jogos por seu filho, Emiliano Díaz. Foram três derrotas consecutivas. Sem poder esperar pelo retorno do treinador e em situação complicada na tabela do Brasileiro na ocasião, o clube decidiu encerrar o contrato. Díaz não comandou a equipe em uma partida sequer.

A última temporada de Ramón foi um verdadeiro sucesso. O técnico argentino esteve à frente do Al-Hilal desde fevereiro de 2022 e venceu o Campeonato Saudita 2016/2017 e 2021/2022, e a Copa do Rei 2017 e 2022/2023. Ele também foi responsável por levar o clube, pela primeira vez na história, à final do Mundial de Clubes, em 2023 – também foi a primeira vez que um clube da Arábia Saudita chegou tão longe na competição.

Com um 4-2-3-1 envolvente, Ramón Díaz teve um aproveitamento de 70.8% no clube Saudita com 41 vitórias em 60 jogos e vai para o Vasco com a missão de reverter o momento do clube, que está na penúltima colocação do Campeonato Brasileiro. Currículo é o que não falta para o técnico que chega com moral no clube carioca.