Ouça agora

Ao vivo

Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Destaque
Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Maricá
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Destaque
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Coletivo Vista Minha Pele faz ação em Rio das Ostras
Costa do Sol
Coletivo Vista Minha Pele faz ação em Rio das Ostras
Angra reforça a atualização do CadÚnico
Angra dos Reis
Angra reforça a atualização do CadÚnico
Prefeitura do Rio derruba mansões de luxo de até R$ 4 milhões no Joá
Destaque
Prefeitura do Rio derruba mansões de luxo de até R$ 4 milhões no Joá
Celebração em Honra a São Cristóvão movimenta Macaé neste fim de semana
Norte Fluminense
Celebração em Honra a São Cristóvão movimenta Macaé neste fim de semana

Confusão é gerada no entorno do Maracanã após protesto de ambulantes

Vendedores irregulares fizeram uma barreira humana para parar o trânsito no entorno do estádio. Flamengo disputava a Libertadores
Reprodução: RecordTV

Durante um protesto contra a operação de ordenamento público nas proximidades do Maracanã, na Zona Norte do Rio, ocorrido na noite desta quinta-feira (3), agentes da Guarda Municipal (GM-Rio) foram alvo de agressões por parte de ambulantes. O protesto foi uma resposta às medidas de ordenamento implementadas pela Secretaria de Ordem Pública do Rio (Seop) durante a manhã do mesmo dia, visando à realização do jogo Flamengo x Olimpia, pela Libertadores.

No decorrer do protesto, uma viatura da GM-Rio foi danificada. A corporação emitiu um comunicado declarando: “As intervenções e apreensões estão sendo realizadas em conformidade com os regulamentos municipais vigentes.” As operações da Seop têm como propósito restringir o comércio ilegal nas imediações do estádio, notadamente a venda de bebidas em recipientes de vidro e o estacionamento irregular.

Em uma das faixas viárias, os ambulantes criaram uma barreira humana para interromper o fluxo normal do tráfego. Em outro ponto, um grupo se concentrou no lado oposto da via, entrando em discussão com os agentes da Guarda Municipal. No meio da confusão, uma mulher passou mal, levando ao acionamento de uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para prestar assistência.

A partida de futebol gerou um caos no trânsito, com aglomerações nas proximidades do Maracanã devido ao grande número de pessoas se dirigindo ao estádio. Diante dessa situação, os agentes públicos recorreram a bombas de efeito moral e munição de borracha para dispersar os manifestantes.