Ouça agora

Ao vivo

Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta redução das Mortes Violentas Intencionais no RJ
Destaque
Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta redução das Mortes Violentas Intencionais no RJ
Escola Municipal do Idoso está com inscrições abertas até o dia 23/07
Maricá
Escola Municipal do Idoso está com inscrições abertas até o dia 23/07
Colecionadores podem comprar selos em comemoração aos 50 anos da Hello Kitty
Destaque
Colecionadores podem comprar selos em comemoração aos 50 anos da Hello Kitty
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira (23)
Brasil
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira (23)
Cláudio Castro autoriza construção de três novos batalhões da PM
Destaque
Cláudio Castro autoriza construção de três novos batalhões da PM
G20 inicia semana de encontros econômicos e sociais no Rio
Brasil
G20 inicia semana de encontros econômicos e sociais no Rio
Eleitorado do Rio de Janeiro será 4,6% maior nas eleições deste ano
Política
Eleitorado do Rio de Janeiro será 4,6% maior nas eleições deste ano

Comércio de rua do Rio tem expectativa de aumento de 3% nas vendas para o inverno

Pesquisa feita pelo do CDL e Sindilojas aponta que 75% dos lojistas esperam aumento nas vendas nesta época do ano
Foto: Reprodução Internet

O comércio carioca está com expectativas altas para a temporada de inverno na cidade. A pesquisa divulgada pelo Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro – CDLRio e do Sindicato dos Lojistas do Município do Rio de Janeiro – SindilojasRio, que ouviu 250 lojistas do Centro e das Zonas Norte, Sul e Oeste, concluiu a expectativa que pode haver um crescimento de 3% nas vendas para o período do inverno.

Segundo Aldo Gonçalves, presidente do CDLRio e do SindilojasRio, com a queda da temperatura aumenta a venda de roupas de inverno e produtos como botas, cachecóis, luvas, gorros, meias e acessórios além de edredons, cobertores e colchas.

A pesquisa mostra que, com a queda da temperatura, 75% dos lojistas esperam aumento nas vendas e 25% disseram que serão iguais às do ano passado, que registrou crescimento de 2,5%. Dos comerciantes ouvidos 85% afirmaram que a mudança da temperatura influencia bastante as vendas e que a expectativa é que 60% procurem por artigos do vestuário, como casacos, moletons e camisas de flanela de manga comprida e 40% por acessórios como meias de lã, cachecóis, segunda pele, luvas, toucas e cobertores.

– O comércio precisa urgentemente se recuperar e cita como exemplo que todas as datas comemorativas no primeiro trimestre não confirmaram as expectativas de crescimento apontadas pelos institutos de pesquisas especializados em comércio varejista – declara Aldo.