Ouça agora

Ao vivo

Governo do Rio promove 3ª edição da ExpoRio Turismo nesta semana
Estado
Governo do Rio promove 3ª edição da ExpoRio Turismo nesta semana
Quadrilha Junina é reconhecida como manifestação cultural do Brasil
Cultura
Quadrilha Junina é reconhecida como manifestação cultural do Brasil
Bairros voltam a inundar em Porto Alegre e moradores têm que deixar suas casas
Destaque
Bairros voltam a inundar em Porto Alegre e moradores têm que deixar suas casas
Angra realiza ação para recolhimento de cavalos abandonados
Angra dos Reis
Angra realiza ação para recolhimento de cavalos abandonados
Portabilidade do saldo devedor do cartão de crédito começa em julho
Brasil
Portabilidade do saldo devedor do cartão de crédito começa em julho
Prefeitura do Rio lança linha do BRT que conecta os terminais Campo Grande e Deodoro
Rio de Janeiro
Prefeitura do Rio lança linha do BRT que conecta os terminais Campo Grande e Deodoro
Nova Iguaçu abre inscrições para a 6ª Conferência Municipal das Cidades
Nova Iguaçu
Nova Iguaçu abre inscrições para a 6ª Conferência Municipal das Cidades

Com proposta em mãos, Marlon prioriza o Fluminense no Brasil

Na Europa desde 2016, zagueiro do Shakhtar considera opção de voltar ao país nesta janela
Foto: Mailson Santana

Marlon é o plano A do Fluminense para ser o zagueiro que o clube tanto busca para fechar o pacotão de reforços de olho no mata-mata da Libertadores e no restante do Campeonato Brasileiro. E existe a possibilidade real do jogador de 27 anos, cria de Xerém e atualmente no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, retornar ao clube que o revelou nesta janela de transferências.

Nesta semana, a diretoria tricolor apresentou uma proposta oficial para repatriar o defensor. A reportagem apurou que a oferta, apesar de ser menor do que seus ganhos financeiros na Europa, balançou o coração do jogador. Marlon decidiu priorizar o Fluminense se decidir voltar ao Brasil e pediu para seus representantes recusarem qualquer outra procura do país. O Corinthians também tem interesse no zagueiro.

Porém, o Fluminense ainda enfrenta a forte concorrência dos clubes da Europa e suas moedas bem mais valorizadas que o real. No continente desde 2016, Marlon ainda tem mercado por lá e vem recebendo diversas sondagens nesta janela. A pessoas próximas, ele disse que conversará com a família para tomar uma decisão e pediu mais um tempo ao Tricolor, que por sua vez tem pressa.

Marlon ainda tem mais três anos de contrato no Shakhtar, até julho de 2026, mas pode se transferir por empréstimo gratuito para qualquer clube por determinação da Fifa por conta da guerra entre Rússia e Ucrânia (foi dessa forma que ele acertou com o Monza, da Itália, na última temporada). Enquanto não decide o seu futuro, o zagueiro está no Rio de Janeiro de férias e inclusive vem mantendo a forma no CT Carlos Castilho.