Ouça agora

Ao vivo

Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Destaque
Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Maricá
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Destaque
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Coletivo Vista Minha Pele faz ação em Rio das Ostras
Costa do Sol
Coletivo Vista Minha Pele faz ação em Rio das Ostras
Angra reforça a atualização do CadÚnico
Angra dos Reis
Angra reforça a atualização do CadÚnico
Prefeitura do Rio derruba mansões de luxo de até R$ 4 milhões no Joá
Destaque
Prefeitura do Rio derruba mansões de luxo de até R$ 4 milhões no Joá
Celebração em Honra a São Cristóvão movimenta Macaé neste fim de semana
Norte Fluminense
Celebração em Honra a São Cristóvão movimenta Macaé neste fim de semana

Com oficina de defesa pessoal para mulheres e palestras, Nova Iguaçu celebra 17 anos da Lei Maria da Penha

O objetivo é esclarecer os direitos das vítimas de violência doméstica e advertir os homens para as punições previstas para este tipo de crime
Foto: Reprodução

No mês em que a Lei Maria da Penha completa 17 anos, a Secretaria Municipal de Assistência Social de Nova Iguaçu (SEMAS), por meio da Superintendência de Políticas para Mulheres (SPM), irá promover uma série de atividades. O objetivo é esclarecer os direitos das vítimas de violência doméstica e advertir os homens para as punições previstas para este tipo de crime. As ações farão parte do “Agosto Lilás”, campanha criada como parte da luta representada pela Lei Federal nº 11.340 (Lei Maria da Penha), sancionada em 7 de agosto de 2006, para combater e inibir os casos de violência doméstica no Brasil.

Nesta terça-feira (1º), a SPM iniciou uma nova turma da “Oficina Mulher Livre”, uma parceria entre a SEMAS e a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEMEL) que ensina artes marciais às mulheres vítimas e violência doméstica, além de oferecer atendimento, acolhimento e empoderamento feminino. A finalidade da oficina, segundo a superintendente de Políticas para Mulheres, Mirian Magali de Oliveira, não é gerar um revide da mulher agredida, mas que ela utilize as técnicas adquiridas para manter-se viva e romper o ciclo de violência.

“Iniciamos esta oficina em maio de 2021, e desde então oferecemos um serviço de convivência e fortalecimento de vínculos, proporcionando o aprendizado da defesa pessoal e ajudando as mulheres a superar a violência e violação de seus direitos”, esclarece Mirian.

Quem perdeu a aula inaugural do curso de defesa pessoal ainda pode participar. Basta entrar em contato pelo WhatsApp (97952-3546) com o Centro Especializado de Atendimento à Mulher de Nova Iguaçu (CEAM) e se inscrever. Neste mês, as aulas acontecerão sempre às terças-feiras, a partir das 9h30, na sede da SPM. O endereço é Avenida Nilo Peçanha, nº 476, Centro (atrás do Conselho Tutelar).

Além da Oficina Mulher Livre, ao longo do mês de agosto a SPM irá promover palestras nos CRAS, CREAS, empresas e também em um shopping da cidade.