Ouça agora

Ao vivo

Nova Iguaçu é o segundo município do Brasil em adesões à CIPA Escolar
Nova Iguaçu
Nova Iguaçu é o segundo município do Brasil em adesões à CIPA Escolar
Trabalha Rio estará em quatro bairros nesta semana para cadastrar currículos
Rio de Janeiro
Trabalha Rio estará em quatro bairros nesta semana para cadastrar currículos
Em reunião com prefeitos das regiões Norte e Noroeste, governador apresenta mais de 450 ações realizadas no interior
Estado
Em reunião com prefeitos das regiões Norte e Noroeste, governador apresenta mais de 450 ações realizadas no interior
Lancha explode em Cabo Frio e deixa nove feridos
Costa do Sol
Lancha explode em Cabo Frio e deixa nove feridos
Angra vai sediar evento sobre desenvolvimento sustentável
Angra dos Reis
Angra vai sediar evento sobre desenvolvimento sustentável
Estados e municípios terão plano de combate à violência contra mulher
Destaque
Estados e municípios terão plano de combate à violência contra mulher
Serviço de microchipagem em animais será lançado nesta quarta em Macaé
Norte Fluminense
Serviço de microchipagem em animais será lançado nesta quarta em Macaé

Com estreia do Threads, agência de proteção de dados no Brasil vai investigar política de privacidade do app

Autarquia quer saber como os dados dos usuários estão sendo tratados pela Meta, dona da nova rede social. Novo aplicativo é vinculado ao Instagram
Foto: Paul Hanna

Em meio à preocupação sobre possíveis violações de privacidade, a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) – autarquia responsável por fiscalizar o cumprimento da Lei Geral de Proteção de Dados no Brasil – vai elaborar um estudo técnico preliminar para examinar a política de privacidade da nova ferramenta Threads, de Mark Zuckerberg.

Na prática, o órgão irá investigar de que forma os dados pessoais dos usuários cadastrados na plataforma estão sendo tratados pela Meta, empresa que também controla o WhatsApp e o Instagram.

“Caso o referido estudo conclua pela existência de indícios que evidenciem a necessidade de aprofundamento das análises, a Autoridade abrirá processo de fiscalização para adoção das medidas cabíveis”, informou a ANPD, ao GLOBO.

A sinalização da ANPD ocorre em meio a preocupação de especialistas e reguladores com relação ao respeito à privacidade dos dados dos usuários e aspectos legais de compartilhamento de dados entre plataformas.

O Threads está disponível em cem países, mas não foi lançado na União Europeia, segundo a própria Meta, por “questões regulatórias”. A companhia teme algum tipo de impasse frente à legislação europeia.

A principal preocupação se refere ao compartilhamento de dados. Isso porque, para ter acesso ao Threads, é preciso ter uma conta no Instagram – o que faz com que a plataforma importe uma série de dados pessoais de outra rede social. Não é possível criar um perfil na plataforma por e-mail ou outra forma de identificação.

Além disso, o Threads prevê coletar uma série de informações – dentre elas, financeiras, confidenciais, de saúde e condicionamento físico – dados que até então, o seu rival Twitter, por exemplo, não solicita aos usuários.