Ouça agora

Ao vivo

PM prende homem com drogas em Macaé
Norte Fluminense
PM prende homem com drogas em Macaé
Segurança Presente resgata 42 pessoas de um suposto centro de reabilitação clandestino em Nova Iguaçu
Nova Iguaçu
Segurança Presente resgata 42 pessoas de um suposto centro de reabilitação clandestino em Nova Iguaçu
Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta redução das Mortes Violentas Intencionais no RJ
Destaque
Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta redução das Mortes Violentas Intencionais no RJ
Escola Municipal do Idoso está com inscrições abertas até o dia 23/07
Maricá
Escola Municipal do Idoso está com inscrições abertas até o dia 23/07
Colecionadores podem comprar selos em comemoração aos 50 anos da Hello Kitty
Destaque
Colecionadores podem comprar selos em comemoração aos 50 anos da Hello Kitty
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira (23)
Brasil
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira (23)
Cláudio Castro autoriza construção de três novos batalhões da PM
Destaque
Cláudio Castro autoriza construção de três novos batalhões da PM

China decreta alerta vermelho após avanço de tufão Doksuri

O alerta foi emitido para uma área que conta com centenas de milhões de habitantes
Foto: CNSPHOTO/REUTERS

Por conta das fortes chuvas e riscos de desastres naturais ocasionados pelo tufão Doksuri, a China decretou alerta vermelho em uma ampla região no norte do país, que abrange a capital Pequim. A tempestade já atingiu com força o sudeste do país e caminha para outras regiões. Segundo a Administração Meteorológica da China, a intensidade do tufão tem diminuído, mas os impactos “estão longe de terminar”.

O alerta foi emitido para uma área que conta com centenas de milhões de habitantes.

De acordo com informações da mídia local, esta é a primeira vez desde 2011 que um alerta deste tipo é decretado e as chuvas projetadas para esta noite podem superar o volume das registradas em 2012, quando fortes tempestades mataram 79 pessoas.

Segundo informações da agência de notícias Reuters, durante o fim de semana, rios pequenos e médios no sul de Pequim, além de outras cidades, “podem aumentar acima dos níveis de alerta, enquanto inundações repentinas e riscos geológicos podem ocorrer em áreas montanhosas”.

Na capital chinesa, neste sábado (29), o governo fechou parques, canais, lagos e diversos pontos turísticos para evitar desastres até o fim do alerta vermelho. As autoridades também adiaram eventos esportivos.

Segundo a Reuters e o departamento de controle de inundações da cidade, a cidade mobilizou 203.230 profissionais de resgate e 3.031 pessoas foram deslocadas para outras regiões.

O tufão é o maior deste ano e atinge a China após o país passar por uma intensa onda de calor no último mês.