Ouça agora

Ao vivo

PM prende homem com drogas em Macaé
Norte Fluminense
PM prende homem com drogas em Macaé
Segurança Presente resgata 42 pessoas de um suposto centro de reabilitação clandestino em Nova Iguaçu
Nova Iguaçu
Segurança Presente resgata 42 pessoas de um suposto centro de reabilitação clandestino em Nova Iguaçu
Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta redução das Mortes Violentas Intencionais no RJ
Destaque
Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta redução das Mortes Violentas Intencionais no RJ
Escola Municipal do Idoso está com inscrições abertas até o dia 23/07
Maricá
Escola Municipal do Idoso está com inscrições abertas até o dia 23/07
Colecionadores podem comprar selos em comemoração aos 50 anos da Hello Kitty
Destaque
Colecionadores podem comprar selos em comemoração aos 50 anos da Hello Kitty
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira (23)
Brasil
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira (23)
Cláudio Castro autoriza construção de três novos batalhões da PM
Destaque
Cláudio Castro autoriza construção de três novos batalhões da PM

Casa de luxo é demolida pela SEOP na Rocinha

Imóvel, na parte alta da favela, foi avaliado em R$ 1 milhão, contava com piscina e não tinha qualquer licença para construção

Agentes da Secretaria de Ordem Pública (Seop) demoliram na manhã desta quarta-feira (9) construções irregulares na Rocinha, na Zona Sul do Rio. Um dos imóveis era uma casa de luxo, avaliada em R$ 1 milhão, que estava cravada sobre rochas no alto da favela, na localidade conhecida como Roça.

A casa tinha dois andares e ficava em um terreno de 450 metros quadrados. Segundo a Seop, “a construção foi feita de forma irregular sem nenhum acompanhamento técnico e é ilegalizável, podendo trazer riscos à vida dos ocupantes e dos moradores do entorno, devido ao porte robusto das estruturas, que segundo técnicos da secretaria, deixam clara a intenção de realizar uma construção de grande porte”.

A residência era equipada com escorregador e uma piscina em cascata com capacidade para 100 mil litros de água e profundidade de 3 metros.

Foto: Divulgação-SEOP

“Nosso objetivo principal é preservar vidas e evitar tragédias. São construções sem acompanhamento técnico. Temos que frear a desordem na cidade. Então, nós vamos continuar fazendo essas operações para combater o crescimento desordenado e o desmatamento, e para garantir que a cidade se estabeleça de uma forma organizada, e acima de tudo preservando a vida da população”, afirmou o secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

Não foi divulgado o nome do proprietário da mansão.