Ouça agora

Ao vivo

Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Norte Fluminense
Dia Mundial sem Tabaco é lembrado em Macaé
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Rio de Janeiro
Maratona do Rio 2024 começa nesta quinta-feira com recorde de inscritos
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Maricá
Prefeitura de Maricá divulga programação de Corpus Christi
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Angra dos Reis
Paraty e Angra dos Reis recebem lançamento de livro sobre a Costa Verde
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Destaque
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Baixada Fluminense
Estudantes de Caxias ganham nova escola municipal bilíngue
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi
Costa do Sol
Ocupação hoteleira na Região dos Lagos deve ultrapassar os 75% durante o feriadão de Corpus Christi

Câmara vai trabalhar para aprovar reforma tributária nesta semana

O presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), determinou que não haverá sessões das CPIs; ele afirma que a votação do projeto será realizada até sexta-feira (7).
Foto: Reprodução

A Câmara dos Deputados pretende ter uma semana de esforços concentrados com o intuito de aprovar a reforma tributária. Para lograr êxito, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), antecipou para a noite deste domingo (2) a reunião de líderes que geralmente acontece às segundas ou terças-feiras.

O alagoano quer chegar a um consenso sobre o texto a ser votado e dirimir dúvidas, questionamentos e discordâncias que ainda podem existir a respeito da reforma. Senado e Câmara terão recesso a partir do próximo dia 14.

Lira informou ainda que está disposto a receber em Brasília, nos próximos dias, governadores que queiram tratar da reforma tributária, uma vez o texto pode mudar a mecânica de arrecadação dos estados e também dos municípios.

O presidente da Câmara, afirmou que a votação não passa desta próxima sexta-feira (7).

Em razão do exíguo espaço de tempo até o recesso, o própiro Lira “decretou” que não haverá, nesta semana, sessões das CPIs em funcionamento na Casa, tampouco aquelas das comissões temáticas. Ele também decidiu que não haverá audiências públicas.

A reforma tributária é uma proposta de emenda à Constituição (PEC). Em razão disto, são necessários votos de pelo menos três quintos dos deputados: 308 dos 513 parlamentares em dois turnos de votação. A PEC tem uma tramitação mais complexa do que votar, por exemplo, apenas um projeto de lei.

O texto do relator na Câmara, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), foi apresentado há menos de duas semanas. Lira, que tem alternado em aprovar ou não projetos do governo, esclareceu que a pauta da reforma tributária é essencial para todo o país e não apenas para os interesses da gestão Lula.