Ouça agora

Ao vivo

Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Mundo
Putin faz exigências para “negociar a paz” com a Ucrânia após encontro do G7
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Norte Fluminense
Justiça considera ilegal greve dos educadores de Macaé
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Estado
Governo do estado cria Observatório do Feminicídio
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Rio de Janeiro
Polícia Militar expande programas de polícia de proximidade na zona sul
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Região Serrana
Prédio no Centro Histórico de Petrópolis é destruído por incêndio
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
Destaque
Termina hoje prazo para inscrição no Enem
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios
Política
RS receberá caravana do governo para garantir acesso a benefícios

Câmara do Rio aprova mudança na escala de trabalho dos guardas municipais

A nova escala retorna com o período de serviço de 12h de trabalho por 36h de descanso
Foto: Divulgação

A Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro aprovou, nesta terça-feira (06), um projeto de lei que altera a escala de trabalho da Guarda Municipal, com o retorno ao regime de 12h de trabalho por 36h de descanso. A proposta é de autoria da Prefeitura do Rio e reverte a mudança aprovada em 2018, que ampliou a escala dos agentes para 12h de trabalho por 60h de folga. Com a aprovação do projeto de lei complementar, a prefeitura do Rio pretende ampliar em quase três vezes o efetivo disponível saltado dos atuais 863 agentes por turno para 2.497.

A alteração foi aprovada em segunda discussão com 34 votos favoráveis e 13 votos contrários, e com duas emendas. Uma das emendas aprovadas pelos vereadores prevê que a escala de expediente da Guarda Municipal deverá ser de 40 horas semanais, e a escala de plantão de 12 horas por 36 horas. A lei agora segue para sanção ou veto do prefeito Eduardo Paes.

De acordo a Associação dos Guardas Municipais, com a nova escala sendo adotada, o tempo de serviço proposto, e em alguns casos, pode ultrapassar o limite semanal previsto por lei. Diante disso, o vereador Jorge Felippe, do União Brasil, pensando em manter um acordo com a categoria, apresentou uma emenda prevendo um banco de horas ou pagamento de hora-extra para guardas que trabalharem além das 40 horas semanais, previstas na Lei Orgânica do Município.

– A aprovação da emenda foi importante porque o guarda municipal terá direito a hora-extra ou folga (banco de horas) quando estiver acompanhando a apreensão de criminoso em delegacia. O que acontece hoje é que os agentes ultrapassam muito sua carga horária quando precisam atuar na detenção de alguém. Essa medida traz justiça ao agente, estimula a atuação e assim aumenta a segurança da população. Na nossa visão, nenhuma escala pode exceder as 40 horas semanais, como manda a lei. Nenhum trabalhador, em nenhum lugar, deve trabalhar mais sem receber por isso – declarou o vereador Jorge Felippe.

O Prefeito Eduardo Paes comemorou a mudança e declarou que a medida não seria contra a categoria, mas sim a favor da população.

– Hoje a gente teve uma vitória fundamental para segurança de todos os cariocas. A Câmara dos Vereadores acabou de aprovar o projeto da prefeitura que retoma a normalidade da escala da nossa Guarda Municipal, com 12h de trabalho com 36h de descanso. Como sempre funcionou. Na gestão anterior a guarda passou a ter 12h de trabalho para 60h de descanso, o que não acontece em lugar nenhum com categoria nenhuma – disse.