Ouça agora

Ao vivo

Irmãos Brazão negam envolvimento com milicianos do Rio de Janeiro
Política
Irmãos Brazão negam envolvimento com milicianos do Rio de Janeiro
Justiça considera que Uber é responsável por itens pedidos em entregas
Destaque
Justiça considera que Uber é responsável por itens pedidos em entregas
Mega-sena acumula novamente e prêmio chega a R$ 47 milhões
Brasil
Mega-sena acumula novamente e prêmio chega a R$ 47 milhões
Servidores do INSS entram em greve a partir dessa terça-feira (16/07)
Brasil
Servidores do INSS entram em greve a partir dessa terça-feira (16/07)
Maricá das Artes realiza dois saraus culturais em julho
Cultura
Maricá das Artes realiza dois saraus culturais em julho
Governador e secretária estadual de Saúde do RJ visitam Rio Imagem Baixada e obras do Instituto Estadual do Câncer em Nova Iguaçu
Nova Iguaçu
Governador e secretária estadual de Saúde do RJ visitam Rio Imagem Baixada e obras do Instituto Estadual do Câncer em Nova Iguaçu
Governo quer colocar travas para apostadores compulsivos em bets e jogos, como o do tigrinho
Brasil
Governo quer colocar travas para apostadores compulsivos em bets e jogos, como o do tigrinho

Bombeiros localizam todas vítimas de desabamento de prédio no Grande Recife

A tragédia deixou 14 mortos e sete feridos. O imóvel havia sido interditado desde 2010, mas foi reocupado em 2012.
Foto: Reprodução

Após 35 horas de buscas ininterruptas, os bombeiros conseguiram localizar todas as 21 vítimas do desabamento parcial de um prédio no bairro do Janga, em Paulista, no Grande Recife. O desastre aconteceu na sexta-feira (7/7), deixando 14 mortos e sete feridos.

O prédio que desabou estava interditado por ordem judicial desde 2010, segundo a prefeitura. Ele faz parte do Conjunto Beira-Mar e havia sido reocupado de forma irregular em 2012.

O desastre aconteceu às 6h07 da sexta-feira (7/7), na Rua Dr. Luiz Inácio de Andrade Lima, no bairro do Janga. Oito apartamentos desabaram totalmente. Outros quatro foram parcialmente destruídos.

Construído no modelo que é popularmente conhecido como “prédio caixão”, a unidade tinha térreo e três andares. Em cada pavimento, há quatro apartamentos.