Ouça agora

Ao vivo

Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Destaque
Cantinas de prisões e hospitais penitenciários deixam de funcionar
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Maricá
Estudantes de Maricá conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Rio de Janeiro
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Destaque
Luiz Gonzaga será homenageado em Arraiá de Duque de Caxias
Coletivo Vista Minha Pele faz ação em Rio das Ostras
Costa do Sol
Coletivo Vista Minha Pele faz ação em Rio das Ostras
Angra reforça a atualização do CadÚnico
Angra dos Reis
Angra reforça a atualização do CadÚnico
Prefeitura do Rio derruba mansões de luxo de até R$ 4 milhões no Joá
Destaque
Prefeitura do Rio derruba mansões de luxo de até R$ 4 milhões no Joá
Celebração em Honra a São Cristóvão movimenta Macaé neste fim de semana
Norte Fluminense
Celebração em Honra a São Cristóvão movimenta Macaé neste fim de semana

Bienal do Livro encerra com números recordes em sua edição de 40 anos

Segundo os organizadores, a edição que terminou neste último domingo (10) bateu o recorde de vendas, com média de nove livros por pessoa
Imagem: Divulgação Bienal do Livro

A edição de 2023 da Bienal Internacional do Livro, que celebrou o aniversário de 40 anos, alcançou marcos notáveis. Durante os dez dias de evento realizados no Riocentro, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, registrou-se a presença de mais de 600 mil visitantes, resultando na venda de impressionantes 5,5 milhões de livros.

Os organizadores destacaram que esta edição, que encerrou no último domingo (10), estabeleceu um recorde de vendas, com uma média de nove livros por pessoa. Com mais de 300 atrações, tanto nacionais quanto internacionais, a Bienal contou com a participação de 497 editoras, selos e distribuidoras, oferecendo uma ampla variedade de títulos. O tíquete médio de despesas com livros chegou a aproximadamente R$ 200.

O festival, que teve seu início nos anos 80 como uma modesta feira de livros de 1.400 metros quadrados no Copacabana Palace, cresceu e se expandiu, introduzindo novos conteúdos e contribuindo para o surgimento de diversos outros eventos literários em todo o país.

Tatiana Zaccaro, diretora da GL events Exhibitions, responsável pela produção da Bienal, comentou sobre o sucesso do evento: “Esta é a maior Bienal de todos os tempos. Desde a criação da nova marca mais interativa até tornar o festival um patrimônio cultural do Rio, a intenção era que a cidade se apropriasse da Bienal e isso realmente aconteceu! Tradicionalmente, recebemos um número maior de visitantes aos fins de semana e quando há feriados, mas a distribuição de público foi muito bem equilibrada, inclusive nos dias de semana e em dias lindos de sol – nem a praia conseguiu competir!”

Ela também destacou a relevância desta edição ao incorporar diferentes formas de mídia juntamente com os livros: “Estamos falando do livro como ponto de partida ou chegada, a partir de uma transversalidade com os mais diversos tipos de mídia, porque os assuntos tratados no livro físico também viram séries, filmes, games, música, e isso garante que as histórias possam atrair mais pessoas formando novos leitores, já que o livro é sempre o protagonista.” Com uma área de 90 mil metros quadrados, 10% maior do que a edição de 2019, pré-pandemia, a Bienal 2023 contou com a participação de mais de 380 autores em sua programação oficial.

Em 2019, foram vendidos aproximadamente 4 milhões de livros, enquanto na edição de 2021, uma versão mais compacta da Bienal devido à pandemia, foram comercializados 2,5 milhões de exemplares.