Ouça agora

Ao vivo

Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Destaque
Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Política
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Rio de Janeiro
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Maricá
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Estado
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
Política
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil
Esportes
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil

Balança comercial do Rio registra superávit de US$ 6,9 bilhões no primeiro semestre de 2023

Resultado consolida o estado na segunda posição no ranking nacional de exportações
Foto: Divulgação

A balança comercial do Estado do Rio de Janeiro registrou superávit de US$ 6,9 bilhões no primeiro semestre do ano. A corrente de comércio nos primeiros seis meses de 2023 foi de US$ 32,6 bilhões, sendo US$ 19,7 bilhões em exportações e US$ 12,8 bilhões em importações. Os dados são do Comex Stat, sistema para consultas e extração de dados do comércio exterior brasileiro, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços. Com o resultado, o estado se consolida na segunda posição no ranking nacional de exportações e ocupa o terceiro lugar no ranking nacional de importações.

“O Rio de Janeiro retomou o crescimento econômico e recuperou sua relevância no cenário internacional. O superávit da balança comercial significa mais produtividade, maior competitividade, geração de divisas para o nosso estado, e empregos e renda para a população fluminense”, afirma o governador Cláudio Castro.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços, Vinicius Farah, o número positivo da balança comercial fluminense, no primeiro semestre, é decorrente do volume de exportações de petróleo, resultado da entrada em operação de novos sistemas de produção.

“Foram exportados, no período, US$ 14,6 bilhões de óleos brutos de petróleo. Desse total, US$ 7,2 bilhões foram para a China. Do lado das importações, o maior volume de compras foi de motores e máquinas: US$ 2,9 bilhões”, explica o secretário.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, o Brasil bateu recorde nas exportações de petróleo (37,8 milhões de toneladas, o maior resultado desde 2013), no primeiro semestre do ano.