Ouça agora

Ao vivo

Vítima morta durantge comício de Donald Trump é identificada
Destaque
Vítima morta durantge comício de Donald Trump é identificada
Morre escritor e jornalista Sérgio Cabral Santos aos 87 anos
Destaque
Morre escritor e jornalista Sérgio Cabral Santos aos 87 anos
FBI identifica atirador que tentou matar Donald Trump
Destaque
FBI identifica atirador que tentou matar Donald Trump
Donald Trump sofre atentado durante um comício de sua candidatura à presidência dos EUA
Destaque
Donald Trump sofre atentado durante um comício de sua candidatura à presidência dos EUA
Vestibular Uerj 2025: inscrições para o 2º Exame de Qualificação
Destaque
Vestibular Uerj 2025: inscrições para o 2º Exame de Qualificação
Julgamento de Alec Baldwin por homicídio culposo é anulado por ocultação de provas
Destaque
Julgamento de Alec Baldwin por homicídio culposo é anulado por ocultação de provas
Queimados promove quarta edição da Colônia de Férias no Horto
Baixada Fluminense
Queimados promove quarta edição da Colônia de Férias no Horto

Pedro é agredido com soco por membro da comissão técnica rubro-negra

Por meio das redes sociais, Pedro confirmou a agressão sofrida no vestiário da equipe carioca e desabafou sobre o momento vivido no clube. Sampaoli e Fernandez se posicionam sobre o caso.

O clima esquentou no vestiário do Flamengo após a vitória contra o Atlético Mineiro na noite deste sábado (29) Pedro foi agredido pelo preparador físico de Jorge Sampaoli, Pablo Fernández, com um soco. A notícia foi dada pelo jornalista Cahê Mota do GE e confirmada pela equipe de esportes da Rádio Manchete.

Após o jogo, o Pablo chegou no vestiário falando para o Pedro: ‘Você me desrespeitou. Era pra você ter continuado aquecendo’. Pedro retrucou: ‘Voltei, pois não entraria assim como os outros 4’. Depois disso deu um soco em Pedro, que não reagiu. Os jogadores separaram. Pedro sofreu um corte na boca.

No campo, Pedro teria se recusado a ir aquecer após Luiz Araújo e Cebolinha entrarem em vez do atacante. Essa negativa do artilheiro, teria irritado o preparador físico.

CASO FOI PARAR NA DELEGACIA 

Foram ouvidos Pedro e Pablo, personagens envolvidos diretamente no caso, além de testemunhas como o zagueiro Pablo, o atacante Everton Cebolinha, o volante Thiago Maia e o coordenador Gabriel Andreata. No momento, o diretor executivo Bruno Spindel acompanhava o elenco e Marcos Braz não estava presente no local.

– Após o jogo, o atleta Pedro sofreu um golpe na face após uma breve discussão com o preparador físico. Ele questionou Pedro por não ter aquecido no segundo tempo. Pedro não gostou de ter sido interpelado, disse que não queria fazer o aquecimento e recebeu tapinhas no rosto do preparador. Pedro não gostou e tirou as mãos. Então, o preparador deu um passo para trás e desferiu um soco na face do jogador. Fizemos as oitivas, procedemos o Termo Circunstanciado e vamos encaminhá-lo ao Ministério Público. O jogador, portanto, representou o caso – explicou o delegado Marcos Pimenta.

– Todas as testemunhas afirmaram que Pedro levou um soco na boca após a discussão. A princípio, foi um caso leve. Não há mandado de prisão contra Pablo Fernández. A pena, neste tipo de delito, é de multa. Não há necessidade de prisão. Por isso, o preparador foi liberado e não houve prisão em flagrante.

Foto: Reprodução FlaZoeiro

Por volta de 3h30 da manhã, Pedro deixou o local e se dirigiu ao Instituto Médico Legal de Belo Horizonte para realizar exame de corpo de delito. A delegação do rubro-negra desembarcou na madrugada deste domingo (30), mas nenhum membro falou com a imprensa.

O Flamengo ainda não se pronunciou sobre o caso de forma oficial. Nas redes sociais, o atacante falou sobre o ocorrido:

PERMANÊNCIA DE SAMPAOLI É INCERTA

Dirigentes do Flamengo estão sendo cobrados a demitir Pablo Fernandez, integrante da comissão técnica de Jorge Sampaoli, após o atacante Pedro relatar ter sido agredido pelo preparador físico. Por falta de clima, até mesmo a permanência de Sampaoli é considerada incerta após o episódio com o integrante de seu staff.

Os jogadores do Flamengo não gostaram da postura do técnico Jorge Sampaoli após a agressão do preparador físico Pablo Fernández. O detalhe é que o treinador não se manifestou logo após o ocorrido e foi normalmente para a entrevista coletiva. Esse fato desagradou o elenco que esperava uma postura diferente do treinador. O que se fala internamente, é que o grupo não assimilou bem a decisão do técnico de ficar em silêncio. Correntes dentro do grupo já se manifestam pela saída do treinador caso ele não se posicione.

O Flamengo estaria esperando apenas o boletim de ocorrência para definir o futuro da comissão. Segundo apuração da Rádio Manchete, a diretoria rubro-negra considera a recisão de todos os profissionais ligados a Sampaoli, incluindo o treinador, como medida para estancar a crise que se instalou no clube.

O argentino já se envolveu em outras polêmicas. Quando estava na comissão de Sampaoli no Olympique de Marselha, da França, em 2021, agrediu um torcedor do Nice e foi afastado por um ano.

Pedro tem 26 gols em 2023 e é o artilheiro do Flamengo na temporada. Apesar disso, tem sido reserva nos últimos jogos porque Sampaoli optou por atuar com um centroavante apenas. Gabigol tem sido o escolhido. Vale lembrar que o jogador foi procurado pelo Al-Hilal e recebeu sondagens do Tottenham da Inglaterra. Os agentes do jogador já entraram em contato com Pedro para entender a situação e definir o melhor para o futuro do jogador.

Recentemente, Marinho e Vidal deixaram o Flamengo após polêmicas com a comissão técnica de Jorge Sampaoli. Ambos chegaram a se manifestar no post do atacante Pedro, ontem nas redes sociais.

Ex-jogadores do Flamengo apoiam Pedro: 'Cadeia nesse covarde'

VOLTA PARA O RIO

O Voo do Flamengo deixou Belo Horizonte por volta das 3 horas da manhã. Pedro, Everton Cebolinha, Pablo e Thiago Maia ficaram na capital mineira para prestar depoimento. O agressor, alguns seguranças e funcionários do clube também ficaram em Minas Gerais.

O vice de futebol do Flamengo, Marcos Braz acompanhou Pedro até o batalhão da Polícia para o jogador prestar depoimento. Logo depois, voltou para seguir com parte do elenco para o Rio de Janeiro. Braz deve cuidar pessoalmente da demissão de Pablo Fernández e do futuro de Jorge Sampaoli.

SAMPAOLI SE POSICIONA NESTE DOMINGO

Após receber críticas do elenco, por não se posicionar no momento da agressão. O treinador argentino, através de suas redes sociais, publicou um posicionamento na manhã deste domingo.

PABLO FERNÁNDEZ TAMBÉM SE POSICIONA

Pablo Fernandéz se pronunciou sobre episódio de agressão ao atacante Pedro:

“Eu poderia começar essas palavras de mil maneiras, mas a única que realmente faz sentido é pedir desculpas. Ao Pedro, aos colegas, aos trabalhadores e ao Flamengo.

Entrei no vestiário muito chateado, querendo resolver logo a situação e fiz errado. Foi planejado que hoje seria um dia de folga. É uma pena, porque eu gostaria de poder, primeiro, falar sobre isso pessoalmente com todos os funcionários do clube. Senti-me muito magoado com uma situação e reagi da pior forma.

Estive pensando sobre o que aconteceu por horas e gostaria de poder voltar no tempo. Mas não se pode. O que existe é o presente e o futuro. Isso é pedir perdão e tentar novamente. Todas as vezes que for necessário. Lamento e gostaria de corrigir.

A alta competição geralmente tem coisas que nos fazem mal. Situações de alto estresse que nos fazem reagir e pensar mal. Não pretendo situar esse contexto como uma desculpa, mas como uma explicação.

Definitivamente, se eu tivesse divergências com o Pedro deveria tê-las resolvido em outro momento e de outra forma. Vou tentar fazer isso acontecer. Vou trabalhar para mudar e ser melhor.”

Com informações de Cassiano Carvalho e Raul Neto