Ouça agora

Ao vivo

Macaé ganha novas redes de esgoto na Aroeira
Norte Fluminense
Macaé ganha novas redes de esgoto na Aroeira
Itaipuaçu recebe evento Passaporte em Ação
Maricá
Itaipuaçu recebe evento Passaporte em Ação
Petrópolis tem 82 hectares de área queimada no primeiro semestre do ano
Destaque
Petrópolis tem 82 hectares de área queimada no primeiro semestre do ano
Eleições Municipais têm mulheres como maioria do eleitorado, revela TSE
Brasil
Eleições Municipais têm mulheres como maioria do eleitorado, revela TSE
Eduardo Paes lança candidatura à reeleição, mas ainda sem o nome do vice. Pedro Paulo é o preferido
Política
Eduardo Paes lança candidatura à reeleição, mas ainda sem o nome do vice. Pedro Paulo é o preferido
Prouni terá mais de 240 mil bolsas no segundo semestre
Brasil
Prouni terá mais de 240 mil bolsas no segundo semestre
Projeto de Judô transforma vida de 280 crianças em Japeri
Baixada Fluminense
Projeto de Judô transforma vida de 280 crianças em Japeri

ANTT atende solicitação da Prefeitura de Campos e autoriza remoção de trilhos na BR 101

O prefeito encaminhou ofício à ANTT, que autorizou os serviços que serão iniciados nesta sexta-feira (25) pela Arteris, dentro da obra de duplicação da rodovia
Imagem: Divulgação Prefeitura de Campos
O prefeito Wladimir Garotinho teve uma solicitação anterior acatada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que possibilitou que a concessionária da rodovia federal em Campos, a Arteris Fluminense, desse continuidade às obras no trecho do shopping ao Trevo do Índio, com a retirada dos trilhos da linha férrea, prevista para esta sexta (25).
A concessionária, que administra os 322 quilômetros da BR-101/RJ entre a divisa do estado do Rio de Janeiros e Niterói, comunicou uma operação especial nas obras de ampliação e melhorias no trecho urbano de Campos, para a remoção dos trilhos no km 65,7 da rodovia que, se não retirados do local, mesmo após as obras de duplicação, iriam provocar retenção no trânsito.
A remoção dos trilhos será feita pela Arteris em conjunto com a Ferrovia Centro Atlântica (FCA), operadora da linha férrea da VLI. O trabalho exigirá a sinalização pare e siga durante o período diurno e a orientação é que os usuários da rodovia respeitem a sinalização dos operadores, programem seu deslocamento e procurem rotas alternativas, evitando a região em obras.