Ouça agora

Ao vivo

Governo do Rio promove 3ª edição da ExpoRio Turismo nesta semana
Estado
Governo do Rio promove 3ª edição da ExpoRio Turismo nesta semana
Quadrilha Junina é reconhecida como manifestação cultural do Brasil
Cultura
Quadrilha Junina é reconhecida como manifestação cultural do Brasil
Bairros voltam a inundar em Porto Alegre e moradores têm que deixar suas casas
Destaque
Bairros voltam a inundar em Porto Alegre e moradores têm que deixar suas casas
Angra realiza ação para recolhimento de cavalos abandonados
Angra dos Reis
Angra realiza ação para recolhimento de cavalos abandonados
Portabilidade do saldo devedor do cartão de crédito começa em julho
Brasil
Portabilidade do saldo devedor do cartão de crédito começa em julho
Prefeitura do Rio lança linha do BRT que conecta os terminais Campo Grande e Deodoro
Rio de Janeiro
Prefeitura do Rio lança linha do BRT que conecta os terminais Campo Grande e Deodoro
Nova Iguaçu abre inscrições para a 6ª Conferência Municipal das Cidades
Nova Iguaçu
Nova Iguaçu abre inscrições para a 6ª Conferência Municipal das Cidades

Antes pontos fortes, bola aérea e parada viram drama em má fase do Fluminense

Contra o Goiás, no último domingo, time voltou a sofrer gol de bola parada levantada na área

Em um momento delicado da temporada com apenas uma vitória e dois empates nos últimos oito jogos, o Fluminense perdeu dois dos pontos fortes defensivos durante esta sequência negativa. A equipe, que não costumava ter tantos problemas pelo alto, vem de cinco gols sofridos nos últimos sete jogos originados por bolas aéreas.

No mesmo período, o time também sofreu três gols de bola parada (sem contar os pênaltis). O último deles foi domingo, no empate em 2 a 2 com o Goiás. Algo destacado pelo técnico Fernando Diniz após o confronto na Serrinha, na entrevista coletiva.

“Em um lance de bola parada, que vinha sendo um dos fatores mais positivos da equipe até duas, três rodadas atrás, tomamos um gol que determinou o empate”, disse Diniz ao lamentar o empate.

Gols sofridos de bola parada

  • Goiás 2 x 2 Fluminense – Alesson (escanteio) – Brasileirão
  • The Strongest-BOL 1 x 0 Fluminense – Triverio (escanteio) – Libertadores
  • Botafogo 1 x 0 Fluminense – Víctor Cuesta (escanteio) – Brasileirão

Jogos com gols sofridos pelo alto em 2023

  1. 26/01 – Fluminense 1 x 1 Boavista (Marquinhos) – Campeonato Carioca
  2. 29/01 – Fluminense 0 x 1 Botafogo (Victor Sá) – Campeonato Carioca
  3. 02/02 – Volta Redonda 1 x 0 Fluminense (Lelê) – Campeonato Carioca
  4. 09/04 – Fluminense 4 x 1 Flamengo (Ayrton Lucas) – Campeonato Carioca
  5. 02/05 – Fluminense 5 x 1 River Plate (Beltrán) – Libertadores
  6. 20/05 – Botafogo 1 x 0 Fluminense (Victor Cuesta) – Campeonato Brasileiro
  7. 28/05 – Corinthians 2 x 0 Fluminense (Róger Guedes) – Campeonato Brasileiro
  8. 28/05 – Corinthians 2 x 0 Fluminense (Róger Guedes) – Campeonato Brasileiro
  9. 01/06 – Flamengo 2 x 0 Fluminense (Arrascaeta) – Copa do Brasil
  10. 11/06 – Goiás 2 x 2 Fluminense (Alesson) – Campeonato Brasileiro

 

Porém, o que preocupa o Fluminense é que metade dos gols sofridos por bolas aéreas de 2023 aconteceram nos últimos sete jogos – outros cinco aconteceram ao longo de 27 partidas.

O Fluminense volta a campo no dia 21 de junho, quando recebe o Atlético-MG no Maracanã, às 21h30 (de Brasília), pela 11ª rodada do Brasileirão. O Flu subiu uma posição na classificação e é o quinto colocado, com 17 pontos, um a menos que o próximo adversário, que fecha o G-4.