Ouça agora

Ao vivo

Governo Federal não aceita negociar com servidores do INSS e greve é mantida
Brasil
Governo Federal não aceita negociar com servidores do INSS e greve é mantida
Primeira pesquisa depois de atentado mostra empate técnico entre Biden e Trump nos EUA
Destaque
Primeira pesquisa depois de atentado mostra empate técnico entre Biden e Trump nos EUA
Irmãos Brazão negam envolvimento com milicianos do Rio de Janeiro
Política
Irmãos Brazão negam envolvimento com milicianos do Rio de Janeiro
Justiça considera que Uber é responsável por itens pedidos em entregas
Destaque
Justiça considera que Uber é responsável por itens pedidos em entregas
Mega-sena acumula novamente e prêmio chega a R$ 47 milhões
Brasil
Mega-sena acumula novamente e prêmio chega a R$ 47 milhões
Servidores do INSS entram em greve a partir dessa terça-feira (16/07)
Brasil
Servidores do INSS entram em greve a partir dessa terça-feira (16/07)
Maricá das Artes realiza dois saraus culturais em julho
Cultura
Maricá das Artes realiza dois saraus culturais em julho

Analiel Vianna segue na oposição em SJB e diz que não é um vereador amordaçado

Foto: Reprodução

Vereador de primeiro mandato, Analiel Vianna (Cidadania) quer buscar a reeleição. E reafirma seu apoio à pré-candidatura do também vereador Elísio Rodrigues (PL) para prefeito de São João da Barra. Em entrevista ao Manchete Podcast desta quinta-feira (24), ele garantiu que vai seguir na oposição, apontando, na visão dele, soluções para falhas, porque não é um “vereador amordaçado”. Avalia que o principal avanço nos últimos anos no município foi a criação das emendas impositivas, na gestão de Elísio à frente da presidência da Câmara. Diz que essa ferramenta foi essencial para que a Prefeitura fizesse obras, lembrando que em alguns casos há complementação da prefeita Carla Caputi (sem partido).

Analiel falou da sua relação com a ex-prefeita Carla Machado (hoje, PT). Depois de passar pela pasta do Turismo e a de Pesca no terceiro governo da atual deputada estadual, ele disse que queria ser o líder no início do quarto governo Carla, pois acreditava que seria o melhor de todos. No entanto, fez duras críticas ao “improdutivo ano de 2021”. Também disse que em várias oportunidades se sentiu tolhido pela então prefeita. Foram fatores que levaram ao rompimento político.

Apesar de pontuar alguns avanços na gestão Carla Caputi, Analiel analisa que ainda há muitas falhas em relação ao orçamento que o município tem. Nas estimativas dele, e de outros nomes da oposição, SJB chega à casa de R$ 1 bilhão neste ano. Na Saúde, por exemplo, fala em falta de medicamentos e outros insumos, mas diz que houve avanços na questão da Saúde. Em relação ao 5º distrito, sua base, fez cobranças na área de infraestrutura. E ressalta que muitas pessoas o procuram para detalhar problemas em vários locais do município.

Para 2024, diz procurar um partido de direita, talvez o PL, mas não descarta continuar no Cidadania. Apesar de se colocar como mais simpático com a direita, foi autor neste ano de projetos que concederam títulos de cidadania sanjoanense a dois deputados estaduais da esquerda, Dani Balbi (PCdoB) e Flávio Serafini (Psol). “Meu segmento é mais de direita, isso é verdade. Mas consigo ver também, com bastante sabedoria, todos os benefícios da esquerda”.