Ouça agora

Ao vivo

Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Destaque
Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Política
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Rio de Janeiro
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Maricá
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Estado
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
Política
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil
Esportes
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil

Alerj instala CPI para apurar atuação do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição

O objetivo da CPI é garantir os direitos dos artistas, que são pagos pelos consumidores da música e da arte.
Foto: Divulgação/Por Thiago Lontra/Alerj

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) instalou, na última quinta-feira (15), uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a atuação do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD), instituição privada responsável por administrar o pagamento e repasse dos direitos autorais aos artistas.

Segundo o deputado Jorge Felippe Neto (Avante), há no Tribunal de Justiça (TJ-RJ), contra a instituição, mais de 400 processos de artistas nacionais sobre cobranças indevidas.

– Queremos fazer uma CPI histórica para os setores cultural, artístico, de bares e restaurantes, de eventos, de rádio, streaming e para tantos outros, já que todas essas áreas recebem reclamações do ECAD sem um embasamento legal. Muitos artistas não ganham um percentual adequado, e isso tem que ser negociado com eles. O Rio de Janeiro é o maior produtor cultural do nosso país, então é fundamental para a economia do estado, para a geração de empregos e para o fomento da cultura – declarou o parlamentar.

O objetivo da CPI é que haja mais transparência e garantia dos direitos dos artistas, que são pagos pelos consumidores da música e da arte. A próxima reunião do colegiado vai ser realizada na quarta-feira (28), e serão convidados para participar representantes do ECAD, das associações responsáveis por administrar a instituição, das Secretarias de Fazenda estadual e municipal, do Ministério Público e do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON-RJ).