Ouça agora

Ao vivo

Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Destaque
Comando de Polícia Rodoviária registra queda no número de acidentes com vítimas fatais durante o feriado de São Jorge
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Política
Alerj aprova projeto para ampliar combate ao trabalho análogo à escravidão
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Rio de Janeiro
Prefeitura do Rio promove consulta pública sobre concessão de parques municipais
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Maricá
Maricá recebe prêmio destaque do artesanato na 16ª Rio Artes
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Estado
Passagem de carretas interditará descida da serra de Petrópolis na madrugada de 25/04
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
Política
Cidades do Rio podem ganhar “Café do Trabalhador”
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil
Esportes
CBF divulga data e horário dos jogos da terceira fase da Copa do Brasil

6 mandados de prisão são cumpridos pelo MPRJ contra grupo acusado de fraudar recursos da Saúde em Itaocara

Seis prisões preventivas e nove mandados de busca e apreensão foram cumpridos pelo Gaeco
Imagem: Reprodução

Ministério Público do Rio de Janeiro realiza operação contra grupo acusado de fraudar recursos da Saúde em Itaocara, Noroeste Fluminense.

Seis prisões preventivas e nove mandados de busca e apreensão foram cumpridos pelo Gaeco, com o apoio da CSI, na fase 2 da operação Burnout. A clínica de fisioterapia conveniada à Prefeitura é apontada como alvo da fraude, aumentando estatísticas de atendimentos com números falsos para receber recursos públicos irregulares.

Além disso, bens dos nove denunciados, incluindo o sócio oculto da clínica, foram sequestrados. O MPRJ também pediu o afastamento da atual Secretária Municipal de Saúde, alegando associação com o grupo inicial praticante da fraude.

A primeira fase da operação ocorreu em abril, e a investigação apontou conluio entre denunciados para introduzir o serviço de fisioterapia no município, envolvendo servidores públicos e vereador. A clínica, que deveria prestar serviços complementares, direcionava pacientes que já seriam atendidos gratuitamente pela estrutura da Secretaria de Saúde.