Ouça agora

Ao vivo

PM prende homem com drogas em Macaé
Norte Fluminense
PM prende homem com drogas em Macaé
Segurança Presente resgata 42 pessoas de um suposto centro de reabilitação clandestino em Nova Iguaçu
Nova Iguaçu
Segurança Presente resgata 42 pessoas de um suposto centro de reabilitação clandestino em Nova Iguaçu
Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta redução das Mortes Violentas Intencionais no RJ
Destaque
Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta redução das Mortes Violentas Intencionais no RJ
Escola Municipal do Idoso está com inscrições abertas até o dia 23/07
Maricá
Escola Municipal do Idoso está com inscrições abertas até o dia 23/07
Colecionadores podem comprar selos em comemoração aos 50 anos da Hello Kitty
Destaque
Colecionadores podem comprar selos em comemoração aos 50 anos da Hello Kitty
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira (23)
Brasil
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira (23)
Cláudio Castro autoriza construção de três novos batalhões da PM
Destaque
Cláudio Castro autoriza construção de três novos batalhões da PM

CPI da Violência Cibernética contra Mulheres vai discutir procedimentos de atendimento às vítimas no estado

A reunião será às 10h, no auditório da sede do Legislativo fluminense
Foto: Reprodução

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de Combate à Violência Cibernética contra as Mulheres, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), realiza nesta segunda-feira (21) audiência pública para debater os procedimentos de atendimento às vítimas desse tipo de delito. A reunião será às 10h, no auditório 1808 do Edifício Lúcio Costa, sede do Legislativo fluminense, e terá transmissão ao vivo pela TV Alerj.

A presidente do colegiado, deputada Martha Rocha (PDT), destacou a importância desse debate. “Os trabalhos da ouvidoria e da perícia são pontos fundamentais de apoio às vítimas dessa forma de crime. Queremos entender como estão funcionando”, disse.

Serão ouvidas a coordenadora da Ouvidoria da Mulher do Ministério Público, Dina Maria Furtado de Mendonça Velloso, e a diretora do Posto Regional de Polícia Técnico Científica de Petrópolis, Mary Laura Garnica.